O projeto de revitalização do cais da Ponta da Areia pode estar mais perto de se tornar realidade. Anunciado pela Associação de Moradores no início desse ano a ideia de aumentar a estrutura de madeira em oito metros para dentro do mar deverá ser protocolada nos próximos dias na Marinha do Brasil. Se a autorização for concedida centenas de pescadores da comunidade, além de outros bairros, vão se beneficiar. Além do cais outros projetos estão em andamento como a crianção de uma praça pública no final da rua principal, além da construção de um campo de futebol.

A mudança do cais seria além do aumento com a criação de estacionamento em 45º, duas vagas para carga e descarga para auxiliar os caminhões, além quiosques padronizados, palco que vai ganhar um coreto e banheiros novos. “Também estamos com um abaixo-assinado para construir um campo de futebol em um terreno que está abandonado. Já conversei com um sargento da Marinha e estou tentando falar com o Almirante para ter essa permissão do avanço para dentro do mar”, contou o presidente da Associação, Adriano Felício.

 

“Precisamos muito dessa revitalização os pescadores estão sem prioridade. Não temos espaço para tirar nosso pescado”, resumiu o pescador Paulo Júnior de 38 anos. Além da reforça do cair os outros projetos já foram idealizados pela representação dos moradores. A praça já tem nome, uma figura importante da comunidade, Dona Preciosa e o campo de futebol se chamará Alcebíades Bessa Bandoli. Esse último foi nascido e criado na comunidade e quem descobriu o talento do Gerson Canhotinha de Ouro, jogador de futebol.

A Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (Emusa) informou que o projeto está em fase de elaboração e prevê a revitalização do Cais de Portugal Pequeno até a área do Coreto, com novas calçadas e troca de toda iluminação, além de uma praça no final da rua, próxima à entrada do estaleiro. A Marinha do Brasil também foi questionada sobre o assunto mas ainda não se manifestou.

Fonte: A Tribuna RJ

 

 

Clique aqui para imprimir