Cultura multifacetada
Publicação: 05/11/2018
Categorias: Blog
Autor: Quero Morar em Niterói

De 5 a 11 deste mês, acontece na UFF o festival ‘Interculturalidades’, que traz debates, oficinas e atrações musicais

O Brasil é sinônimo de pluralidade, que se manifesta de várias formas, em várias épocas, envolvendo diferentes processos e atores. O conceito que melhor comporta essa reflexão é “interculturalidade, e é pensando em explorar conjuntamente esse campo que o Centro de Artes UFF promove, de 5 a 11 deste mês, a oitava edição do evento “Interculturalidades”.

bnegao

BNegão, que chega ao Teatro da UFF no dia 9 às 20 hora

Este ano, será dada ênfase ao tema “Corpo e Potências do Viver”, através da reunião de artistas, professores, estudantes, integrantes de movimentos sociais e agentes de periferias nas mesas de discussão, shows, exposições, performances e na feira intercultural.

As atividades começam no dia 5, com a abertura institucional às 14h, seguida da mesa de debate “O que pode o corpo?”, às 15h, mediada pelo superintendente do Centro de Artes, Leonardo Guelman, com as presenças de Elton Luiz de Sousa Leite, professor adjunto da Faculdade de Filosofia de São Bento; e de Carla Rodrigues, professora do Departamento de Filosofia da UFRJ. No mesmo horário, estará acontecendo uma contação de história feita inteiramente em Libras executada por Bruno Ramos, mestre em Estudos da Tradução pela UFSC.

A cantora e ativista Bia Ferreira faz show às 20 horas do dia 7

A cantora e ativista Bia Ferreira faz show às 20 horas do dia 7

A abertura das exposições “Corpos no Mundo”, “In.corpo.rar: exposição viva” e “Corpoema”, que ficarão em cartaz até o dia 18 de novembro. Às 20h, no jardim da Reitoria, acontecerá a projeção de video-mapping na fachada do Centro de Artes, alusiva ao tema geral do evento.

Dia 6, a programação começa com a mesa “Corporeidade, Gênero e Potências do Viver”, mediada por Bárbara Breder, professora adjunta do Departamento de Psicologia da UFF, e com a presença da psicóloga Elizabeth Pacheco; e Taís Bravo, escritora e cocriadora do coletivo Mulheres que Escrevem.

Às 20h, o público poderá prestigiar a cantora Mahmundi, que flerta com a música eletrônica, indie, lo-fi e poesia reflexiva brasileira.

Dia 7, às 15h, acontece a última mesa de debate, com o tema “Corpos Pretxs”, mediada pela professora Janaína Damaceno, e com a presença da atriz e cantora BlackYva, da psicóloga Tainara Cardoso e do graduando em Psicologia Phillipe Rocha. Às 20h, o show fica por conta da cantora e ativista sergipana Bia Ferreira, que apresentará suas canções, que ela mesma define como MMP: Música de Mulher Preta, usando como instrumento de educação e conscientização a respeito da luta do movimento antirracismo.

Dia 6, a cantora Mahmundi se apresenta no Teatro da UFF às 20 horas

Dia 6, a cantora Mahmundi se apresenta no Teatro da UFF às 20 horas

Dia 9, às 20h, o cantor BNegão chega ao Teatro da UFF com um projeto que reúne sons do passado, do presente e do que ainda está por vir, acompanhado do trompetista Pedro Selector e do DJ Castro.

Sábado (10), às 20h30, a MC e poetisa mato-grossense Pacha Ana trará a Niterói sua mistura de hip-hop com poesia marginal.

Domingo (11), fechando o evento, o Forró de Rabeca com Rabecaria, uma banda que mistura forró de rabeca com violino, se apresenta junto do Forró de Maravilha.

“Buscamos trabalhar justamente como a identidade cultural brasileira se materializa e se expressa. Ela se expressa, efetivamente, na corporeidade, nas diferentes formas de viver, de ser brasileiro. A questão da diferença e da diversidade hoje também estão dentro de um território de afirmação identitária e também política, desses corpos e expressões”, explica Guelman.

A curadoria de todo o evento foi feita pelos alunos do curso de Produção Cultural da UFF, sob a coordenação do professor Luiz Mendonça, que desenvolveu uma reunião de ideias durante a disciplina de projetos.

“Este semestre, estamos trabalhando a ocupação de espaços públicos e privados. Foi uma iniciativa de uma disciplina e, posteriormente, culminou nesse evento”, conta o professor.

O Centro de Artes UFF fica na Rua Miguel de Frias, 9, em Icaraí. De 5 a 11 deste mês. As mesas de debate e oficinas acontecem gratuitamente, e as programações musicais no Teatro da UFF têm ingressos a R$ 20 (inteira). Classificação: livre. Telefone: 3674-7515.

Fonte: O Fluminense

 

Procurando imóveis para alugar em Niterói? Clique aqui e confira!

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.