Niterói é a melhor cidade para fazer negócios no RJ
Publicação: 30/10/2019
Categorias: Blog | Notícias
Autor: Quero Morar em Niterói

Niterói ficou na melhor colocação no estado do Rio de Janeiro no ranking Melhores Cidades Para Fazer Negócios no Brasil em 2019 feito pela consultoria Urban Systems. No País, chegou ao 11º lugar. O estudo analisou o potencial de desenvolvimento econômico de 317 cidades acima de 100 mil habitantes, identificando aquelas com as melhores oportunidades para negócios, considerando condições e infraestrutura disponíveis. Dentro da pesquisa, Niterói ficou ainda em 16º lugar nos recortes sobre Desenvolvimento Econômico e Capital Humano.

A dragagem do Canal de São Lourenço é crucial para a indústria naval

 

O ranking é liderado por São Caetano do Sul (SP), seguido por Vitória (ES), São Paulo (SP), Barueri (SP) e Santos (SP). Niterói é a única cidade do estado a aparecer entre os 20 melhores do ranking. Os municípios analisados representam 70% do PIB brasileiro, sediam 62% das empresas do país, são responsáveis por 72% dos empregos formais e abrigam 57% da população brasileira.

Estratégias – A secretária municipal de Fazenda Giovanna Victer destaca, entre os investimentos em gestão em Niterói, a implantação de sistemas, processos e práticas modernos, novos equipamentos, a realização de concursos e capacitação dos funcionários para profissionalização do serviço público, além da estruturação de um plano estratégico com metas para a cidade até 2033.

“Colocamos em prática ações como a Lei dos Hotéis, o Polo Cervejeiro, o programa Niterói Audiovisual e estamos trabalhando na criação da Frente Marítima para estimular o crescimento do setor naval”, lembra a secretária. “Tudo isso contribui para a geração, o surgimento de novos negócios, geração de renda e desenvolvimento para o município. Utilizar os recursos públicos dos cidadãos de forma responsável gera prosperidade e crescimento da sociedade como um todo”.

A Prefeitura de Niterói, entre outras ações, também financiou o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (Rima) para a dragagem do canal de São Lourenço (uma atribuição do Governo Federal), imprescindível para a retomada da Indústria Naval.

Audiovisual – Para alavancar a economia, a Prefeitura adotou incentivos fiscais, como o programa Niterói Cidade do Audiovisual, com redução do ISS de 5% para 2% e a criação da Niterói Film Commission, para aumentar a competitividade da cidade como destino de filmagens e produções. Um dos resultados foi a vinda de uma rede de cinemas, com inauguração de seis salas de projeção em um shopping. Também para as empresas que atuam na área da saúde, a taxa de ISS que era de 3% passou para 2%.

“Niterói investiu em infraestrutura urbana nos últimos anos. É uma cidade que tem boas escolas, está em primeiro lugar nos rankings de saneamento básico e tem uma característica de um perfil de consumidor exigente. A cidade conta com diversas grifes importantes e lojas que se destacam. Por outro lado, a Prefeitura está incentivando a chegada de novos empreendimentos, gerando novas vagas de emprego e fazendo a economia girar”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói, Luiz Paulino Moreira Leite.

O secretário lembrou ainda que a chegada de três grandes empresas: o Supermercado Mundial, a rede American Pet e a expansão do Hospital Niterói D’Or geraram cerca de 3 mil novas vagas de emprego neste semestre.

Fonte: O Fluminense

 

Comentários

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Niterói sem crise! Novas empresas surgem na cidade - - […] já havia sido eleita a melhor cidade do Rio de Janeiro para novas empresas em 2019. No ranking nacional,…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.