Grandes eventos em Niterói neste final de semana!
Publicação: 15/07/2022
Categorias: Agenda Cultural
Autor: marketing self

Curta o fim de semana em Niterói com atividades para todos os gostos e bolsos! Estão programados shows, festival, exposições, atividades culturais, festa junina, espetáculos teatrais, atividades infantis, esportivas e gastronômicas! 

FESTIVAL DE MINAS

Niterói terá um festival mineiro para chamar de seu! Isso mesmo! Neste final de semana, dias 15, 16 e 17 de julho, de 12h às 22h, será realizada a primeira edição do Festival de Minas, evento cultural e gastronômico mineiro no Reserva Cultural.

Além da gastronomia típica, o evento contará com espaço infantil, oficinas e brinquedos para a criançada. O Circuito de Moda Edição Festival de Minas também estará presente, com mais de 50 marcas incríveis. Ah, os pets são super bem-vindos e de acordo com a produção do evento, seus tutores também terão opções de produtos para os bichinhos!

Uai, claro que vai ter música:

Shows:

  • SEXTA: FLÁVIO FARIAS 21H
  • SÁBADO: BRUNO MATSO 21H
  • DOMINGO: BLOOD MARY 20H

Maiores informações: 21 99649-2471

Reserva Cultural Niterói: Av. Visconde do Rio Branco, 880 – São Domingos, Niterói

ARRAIÁ DE NITERÓI

Neste fim de semana continua o Arraiá de Niterói no Plaza, com comidas típicas, touro mecânico, área para crianças e shows de forró e sertanejo. O evento acontece das 14h às 22h, no terraço (G6 do Plaza Shopping Niterói | Rua Quinze de Novembro, 8). A entrada é gratuita. (Programação completa abaixo)

No dia 15/07, sexta-feira, volta ao palco Iris Pontal. Já no sábado, o grupo Os Três Nordestinos faz um tributo a Luiz Gonzaga, com muito forró. O arraiá se despede ao som do cantor sertanejo João Gabriel.

Menu completo

No rol da gastronomia, as atrações vão além das tradicionais comidas de festas juninas. Clássicos como hambúrguer, batata frita, pizza, cachorro-quente e espetinho também estarão presentes, assim como barraquinhas de crepe, petiscos, acarajé e até doces portugueses e pipoca gourmet.

Programação Musical

  • 15/07
    Iris Pontal (Forró Pé de Serra)
  • 16/7
    Os Três Nordestinos (Forró Pé de Serra – Tributo a Luiz Gonzaga)
  • 17/07
    João Gabriel (Sertanejo)
    Apresentação: Cumpadi Igor Tappler

Local: Estacionamento G6, Plaza Shopping Niterói

Data: dias 8,9,10 e 15,16,17 de julho

Horário: 14h às 22h

FESTIVAL CANTA NITERÓI

O Festival Canta Niterói está de volta neste domingo (17) no Caminho Niemeyer. O evento contará com shows de Thiaguinho, L7nnon, Luísa Sonza, Dilsinho e Pedro Sampaio. Ao todo, serão 12 horas de festa, experiências de outro mundo e muita música.

O evento é tradição na cidade e está em sua 5ª edição neste ano. 2019 foi a última edição do evento que ficou sem acontecer por dois anos por conta da pandemia da Covid-19.

A estrutura do evento, que se supera a cada ano, promete sempre com muitas novidades. Lounges, food-park, metros e metros de bares, diversas áreas de banheiros, stand de atendimento ao cliente, setor com open bar e muito mais.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site: https://www.ingressocerto.com/festivalcanta

SARAIVA INCENTIVA A LITERATURA INFANTIL E PROMOVE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS EM NITERÓI

A Saraiva voltou a realizar seus eventos de contação de histórias em suas lojas e, a partir do próximo sábado (16/07), promoverá ações voltadas para o público infantil em algumas cidades do país.

A iniciativa faz parte do Hora da Criança, projeto de eventos infantis da rede. Em Niterói a ação acontece às 16h no Plaza Shopping.

Com duração de 50 minutos, as atividades gratuitas, que convidam as crianças, pais e responsáveis a participarem de contações de histórias recreativas e educativas, têm como objetivo reforçar a importância do contato com os livros na primeira infância, estimulando o hábito da leitura.

SARAIVA PLAZA SHOPPING NITERÓI

Rua XV de Novembro, 8 – Centro – 3º Piso

Contação de história “Muito Acordado e Bem Cansado”, com Teatro & Companhia

Data: 16.07.2022 – sábado

Horário: 16h

FÉRIAS NA SELVA NO PLAZA NITERÓI

Viajar para a floresta nessas férias escolares ficou mais fácil. A Praça de Eventos do Plaza Niterói foi transformada em selva, com direito a arvorismo, tobogã, muro de escalada, piscina gigante de bolinhas e cenário cenográfico para tirar fotos. O Mundo Selva ficará disponível até 8 de agosto, no mesmo horário de funcionamento do shopping. (Fotos e maiores informações abaixo)

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do parque: R$40, para 20 min, ou o valor promocional de R$60, que dá direito a 1h de uso. Clientes das categorias 1, 2 e 3 do Programa de Relacionamento têm descontos de 10%, 20% e 30%, respectivamente, no preço do ingresso.

Data: até 08/08, de segunda a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 13h às 21h.

Local: Plaza Shopping – Rua XV de Novembro, 08 – Centro de Niterói

Praça de Eventos, Piso 1.

Preço: R$ 40,00, por 20 minutos, ou R$ 60,00, por 1h.

VARANDINHA DO PASCHOAL

A “Varandinha do Paschoal” é sempre sucesso entre as crianças aos domingos. O evento que tem o objetivo de ser um dia para a criançada curtir muito no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, localizado no Campo de São Bento, em Icaraí, Zona Sul de Niterói, conta neste domingo (17) com “Conto que Canta” da artista @vazcecilia Cecilia Vaz. Conto que canta é um projeto de contação de histórias com músicas infantis do cancioneiro brasileiro. Com mais de 20 anos de carreira nas artes cênicas a artista niteroiense Cecilia Vaz apresenta de forma lúdica personagens e situações que encantam o público infantil.

Domingo às 10h! 

Levem as crianças!

EXPOSIÇÕES NO MAC NITERÓI

EXPOSIÇÃO “DE ONDE VEMOS” DE DENISE BERBERT ABRE NO MAC NITERÓI

Reflexão sobre o compartilhamento dos diferentes modos de ver o mundo. O Museu de Arte Contemporânea de Niterói abriu, no dia 2 de julho, a exposição “De onde vemos”, da artista Denise Berbert. A proposta, com curadoria de Angelina Accetta, reúne pinturas da artista, instalações inéditas e intervenções de artistas convidados com a proposta de refletir sobre o compartilhamento dos diferentes modos de ver o mundo.

Exposição “De onde vemos” de Denise Berbert.

As pinturas apresentadas refletem de maneira particular o olhar quase obsessivo da artista sobre as cores e as formas que enxerga na paisagem. A partir daí, foram criadas instalações artísticas inéditas, nas quais os elementos recorrentes das obras de Denise ganham corpo e interferem no espaço físico do Museu.

A exposição tem início na Praça do MAC, em sua rampa de acesso, com uma instalação de mandalas que percorre do guarda-corpo até os vidros internos da varanda. A vista da Baía de Guanabara, que atrai milhares de pessoas todos os meses, poderá ser observada da mesma forma que Denise as insere em suas pinturas, com a sobreposição de cores e formas características de suas obras. O público é convidado a ‘vestir’ os olhos da artista e a observar a paisagem com a sua perspectiva.

Exposição “De onde vemos” de Denise Berbert.

Nas paredes, quase 100 quadros se intercalam com instalações artísticas criadas especificamente para essa mostra. Em uma delas, o visitante poderá ‘entrar’ na obra da artista e ‘passear’ por suas mandalas tão recorrentes. Em outra intervenção, o artista convidado Rafael Turatti desenvolve, por meio de materiais como arame e LED, reproduções das figuras humanas presentes na obra ‘Faces’.

Na última galeria, é proposta uma modificação dos papéis. Se nas galerias anteriores, o público podia enxergar como Denise, agora a artista passa a ver o mundo pelos olhos de outra pessoa. Assim, a obra ‘2Berberts’ reúne mãe e filho, Denise e Bernardo, na criação de pinturas desenvolvidas a partir da contraposição de suas visões. As preocupações de Bernardo e seu modo de olhar para as tensões do mundo hoje são colocados frente a frente com a visão positiva da artista.

“De onde vemos” busca, sobretudo, encontrar similaridades entre os modos de ver o mundo, ressaltar as diferenças que identificam as pessoas enquanto indivíduos e proporcionar uma experiência imersiva de alteridade. A exposição foi viabilizada através da Chamada Pública 05/2021 da Secretaria Municipal das Culturas e da Prefeitura Municipal de Niterói. Conta, ainda, com os seguintes apoiadores: Itatiaia Resort e Eventos, Vassouras Eco Resort, Helisight, Imaginatto Design e Marketing, Clé Interiores e Zangirolami e Advogados Associados.

Serviço

Exposição “De Onde Vemos”, de Denise Berbert

Curadoria: Angelina Accetta

Horário: 17h

Período de visitação: 02 de Julho a 28 de Agosto

Horário de visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h

Ingresso: R$ 12 (inteira) | R$ 6 (meia-entrada) – Têm direito à meia-entrada idosos a partir de 60 anos, jovens de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos inscritos no CadÚnico, estudantes de escolas particulares, universitários e professores. É exigida a comprovação do direito ao benefício na bilheteria do museu.

Entrada gratuita para estudantes da rede pública (ensino médio), crianças de até 7 anos, portadores de necessidades especiais, moradores ou nascidos em Niterói (com apresentação do comprovante de residência) e visitantes de bicicleta. Na quarta-feira, a entrada é gratuita para todos.

Venda: pelo site da Sympla ou na bilheteria do Museu. A entrada ao Museu deve ser feita até as 17h30.

Local: Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC – Niterói)

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem, Niterói – RJ

Informações: (21) 2722-1543

RAFAEL VICENTE ABRE A EXPOSIÇÃO INÉDITA “PONTOS DE FUGA”, NO MAC NITERÓI

Rafael Vicente abriu, no dia 2 de julho, a exposição “Pontos de Fuga”, no Museu de Arte Contemporânea de Niterói, celebrando 28 anos de carreira. A curadoria é assinada por Marcus Lontra.

São cerca de 70 obras, todas inéditas, entre pinturas – óleos sobre tela na sua maioria – e uma instalação, que vai ocupar o salão principal. Além disso, a mostra conta, ainda, com jogos de memória e quebra-cabeça para que o público possa interagir.

Exposição inédita “Pontos de Fuga”

O artista possui uma pesquisa muito influenciada pela paisagem urbana, com uso notável das perspectivas e de uma paleta de cores, que remetem ao ambiente de grandes metrópoles. Suas pinturas se iniciam em telas e se expandem pelas paredes, invadindo o espaço expositivo.

“Minha pesquisa em pintura sempre foi a paisagem, a exposição ‘Pontos de Fuga’ é um desdobramento desse meu olhar diante da paisagem. Muitas coisas me fascinam no campo plástico, mas sem dúvida, a perspectiva sempre foi algo que me atraiu. Mesmo sendo daltônico procuro explorar a cor nas minhas pinturas”, afirma Rafael Vicente.

Rafael Vicente tinha 18 anos quando abriu, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, em Niterói, sua primeira exposição. Ele não imaginava que viria a ganhar importantes prêmios e que suas obras chegariam a lugares como França, Portugal, Holanda e Moçambique.

“Trata-se de um artista com domínio dos seus meios expressivos e ao mesmo tempo inquieto e criativo, construindo, pedra a pedra, quadro a quadro, a sua obra, a sua verdade, a sua história. E assim seguimos, as tardes caindo como viadutos e a gente insistindo em acreditar na arte como território de esperança e de resistência. Em tempos sombrios, a História nos ensina que a arte é a vestimenta sagrada dos bravos e corajosos”, explica Lontra.

Exposição inédita “Pontos de Fuga”

Nesses 28 anos de carreira, o artista, que já abriu individuais e coletivas, no Brasil e no exterior, sempre sonhou em mostrar seu trabalho na obra de Oscar Niemeyer. “Durante muito tempo eu tive um Atelier na Praia das Flechas e diariamente ficava olhando o Museu e admirando a obra magnífica de Oscar Niemeyer e hoje aqui estou dentro do Museu realizando um sonho”, explica o artista.

Seu interesse pelas artes visuais se manifestou cedo, mais exatamente na casa onde passou a infância, em Icaraí, Niterói. Sua mãe, a artista plástica Maria das Graças Vicente, foi quem primeiro lhe apontou para aquela forma de expressão. E não tardaria para o que era um interesse vir a ser sua vocação. Sua formação se deu em duas das mais importantes instituições dedicadas ao tema no Rio de Janeiro: A Escola de Belas Artes da UFRJ – onde veio a ser professor entre 2005 e 2007– e da Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV), onde foi aluno de Iole de Freitas (1945), entre outros grandes nomes das artes. Além da própria Iole, a paulista Suzi Coralli (1963) é uma importante referência na identidade artística de Rafael Vicente.

O artista também cumpriu residências em países como Paris (Pave D´Orsay pela ArtSan´sLab), Espanha (Casa Brasil de Madri, em 2002) e Moçambique, onde participou, em 2006, da Bienal Internacional realizada naquela capital, Maputo. E, em cada uma dessas mostras, sua produção teve a chancela dos mais importantes curadores do país. São nomes como o de Vanda Klabin, Fabiana de Moraes, Jorge Salomão e de Marcus Lontra. É de Lontra, aliás, uma das definições mais assertivas sobre o estilo de Rafael Vicente: “Trata-se de um artista com domínio dos seus meios expressivos e ao mesmo tempo inquieto e criativo, construindo, pedra a pedra, quadro a quadro, a sua obra, a sua verdade, a sua história”.

Ele atualmente é representado pelas Galerias Paulo Darzé em Salvador, Galeria Referência em Brasília e Almacén Thebaldi, no Rio de Janeiro.

Ficha técnica

Artista: Rafael Vicente

Curador: Marcus Lontra

Projeto Expográfico: Marcus Lontra e Gabriel Vicente

Montagem: Gabriel Vicente e Jorge Cupim

Iluminação: Antônio Mendel

Fotografia: Mario Grisolli

Serviço:

Exposição “Pontos de fuga”, de Rafael Vicente

Horário: 15h

Período expositivo: de 02 de julho a 28 de agosto

Visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h

Local: MAC de Niterói – Salão Principal

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº, Boa Viagem, Niterói, RJ

Ingresso: R$ 12 (inteira) | R$ 6 (meia-entrada) – Têm direito à meia-entrada idosos a partir de 60 anos, jovens de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos inscritos no CadÚnico, estudantes de escolas particulares, universitários e professores. É exigida a comprovação do direito ao benefício na bilheteria do museu.

Entrada gratuita para estudantes da rede pública (ensino médio), crianças de até 7 anos, portadores de necessidades especiais, moradores ou nascidos em Niterói (com apresentação do comprovante de residência) e visitantes de bicicleta. Na quarta-feira, a entrada é gratuita para todos.

Venda: pelo site da Sympla ou na bilheteria do Museu. A entrada ao Museu deve ser feita até as 17h30.

Informações: (21) 2722-1543 | facebook.com/macniteroi.oficial | @macniteroi

EXPOSIÇÃO NO MUSEU JANETE COSTA DE ARTE POPULAR

O Museu Janete Costa de Arte Popular segue com a exposição “Quem criou me ensinou”, com curadoria de Jorge Mendes. A mostra enfoca a transmissão do conhecimento.

Exposição “Quem criou me ensinou”.

O público vai poder contemplar cerca de cem obras – entre escultura em argila e madeira, além de pintura – incluindo uma instalação com referência ao bairro do Alto do Moura – um dos mais importantes de Caruaru, terra de Vitalino, Manuel Eudócio, Galdino, entre outros.

A mostra é uma homenagem a vinte e cinco mestres da arte popular brasileira, como Louco Boaventura, Geraldo Teles de Oliveira (GTO), Artur Pereira, Izabel Mendes, Maurino de Araújo, entre outros, que passaram seus conhecimentos para familiares e alunos – discípulos – que hoje dão prosseguimento à arte e ao estilo desses mestres. Com isso, torna-se possível a continuidade e a renovação dos trabalhos, por meio do potencial criativo de cada um. A cenografia é toda em papelão reciclado.

Os trabalhos representam o universo particular de cada artista e são variados, destacando religião, família, trabalho, entre outros temas. Para o mote curatorial, Jorge Mendes focou na importância do trabalho comunitário e familiar.

A Diretora do Museu Janete Costa de Arte Popular, Daniela Magalhães, destaca a importância da abertura desta mostra, neste contexto de maior flexibilização em relação à pandemia: “estou muito contente em apresentar ao público uma nova exposição, com referência a diversos estados brasileiros, e que engloba a ideia de que o conhecimento deve ser passado adiante. Os artistas transmitem o fazer artístico para que a arte popular sempre se mantenha viva. Isso é de uma generosidade incrível, o que demonstra a nobreza destes artistas populares. A cultura é um respiro nestes anos em que vivemos momentos difíceis por conta da COVID-19”.

“Vamos discutir a importância da preservação da memória e saberes culturais populares dentro das famílias e das comunidades e as questões do ensino fora da sala de aula e educação à distância, vivenciadas intensamente pelas famílias no período da pandemia”, explica o curador.

Protocolos Sanitários

É necessário apresentar o comprovante de vacinação em dia, no formato impresso ou digital, acompanhado de um documento com foto.

Serviço:

Exposição “Quem criou me ensinou”, curadoria de Jorge Mendes

Período expositivo: de 25 de maio a 4 de setembro de 2022

Visitação: de terça a domingo, das 10h às 17h

Entrada gratuita

Local: Museu Janete Costa de Arte Popular

Endereço: Rua Presidente Domiciano, 178, Ingá, Niterói-RJ

Telefone: (21) 3617-7736

MUNDO BITA VOLTA À SALA NELSON

Flora, Lila, Dan, Tito e o amigão de bigode laranja retornam aos palcos com público e se apresentam, nos dias 16 e 17 de julho, sábado e domingo, na Sala Nelson Pereira dos Santos, em Niterói.

Após um longo período impossibilitado de rodar o Brasil por causa da pandemia, o Mundo Bita prepara uma nova temporada do show “Dentro do Mundo Lá Fora”. A atração vai reforçar uma mensagem que é essência do fenômeno infantil: o incentivo às brincadeiras ao ar livre, a amizade entre as crianças e, ao mesmo tempo, a importância de seguir as medidas sanitárias que foram implementadas pelos órgãos de saúde.

“É indescritível a sensação de voltarmos a produzir um show pensado para as crianças. Depois de um ano e meio de isolamento, é importante que os pequenos descubram o mundo através do contato direto com as plantas, os bichos e outras pessoas. Desde os primeiros clipes, o Mundo Bita aborda a necessidade do indivíduo se desenvolver no ambiente externo. Nesse panorama, o tema do show vem como uma continuação natural do conteúdo que defendemos”, explica Chaps Melo.

Flora, que já conquistou o coração da criançada nos outros shows e tem participação constante nos clipes do Mundo Bita, segue como a cantora nesta nova temporada. Ela é uma das protagonistas ao lado da turminha e terá um importante papel de conscientização, falando sobre o distanciamento em segurança e a higienização das mãos. Diversos outros personagens terão participação no show, a exemplo da Baratinha, em ‘Insetos’, a Vaquinha, em ‘Fazendinha’ e o Palhaço Quebra-Queixo, em ‘Palhaçada’.

“Dentro do Mundo Lá Fora” terá um repertório maior do que o show anterior, com quatro músicas a mais – serão 19 canções, contemplando todos os álbuns da animação. A seleção contou com a interação do público por meio das redes sociais, que escolheu as que não poderiam faltar no espetáculo.

Sobre o Mundo Bita

O Mundo Bita ganhou vida há 10 anos, no Recife (PE), nos estúdios da Mr. Plot, produtora de conteúdo fundada por Melo e seus sócios – João Henrique Souza, Enio Porto e Felipe Almeida -, todos pais. A princípio, Bita seria o protagonista de um livro digital, mas a ideia não vingou e a virada aconteceu quando a figura dele foi transportada para o audiovisual. “Decidi compor algumas letras, melodias e testar a ideia”, conta Chaps.

Mundo Bita

A iniciativa deu tão certo que os mais de 90 clipes autorais lançados no Brasil ultrapassam 10 bilhões de visualizações no Youtube. As produções dos conteúdos autorais abordam, com leveza, cor e muita música, temáticas atuais e assuntos que contribuem para a formação saudável e solidária das crianças. Mundo Bita fala sobre preservação da natureza, criação dos filhos, inclusão social, igualdade de direitos, família, sentimentos, higiene e outros temas importantes que permeiam o universo infantil.

Protocolos sanitários:

É necessário apresentar o comprovante de vacinação em dia, no formato impresso ou digital, acompanhado de um documento com foto. É facultativo o uso de máscaras pelo público durante a permanência nas dependências da Sala.

Serviço

Evento: “Dentro do Mundo lá Fora”, com Mundo Bita

Datas: 16 e 17 de julho de 2022

Horário: Sábado, às 16h, e domingo, às 15h

Link das vendas: https://site.bileto.sympla.com.br/salanelsonpereira/

Ingresso: R$ 80 (inteira) – R$ 40 (meia)

Classificação Indicativa: livre

Local: Sala Nelson Pereira dos Santos

End: Av. Visconde do Rio Branco, 880 – São Domingos – Niterói

 

Fonte: Cidade de Niterói

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.